7/31/2004 10:03:41 PM

Alô

Ao lado do meu computador fica o telefax. Ao lado da cadeira onde estou sentada tem uma outra cadeira igualzinha, que a Júlia empurra até encostar no móvel.

Após essa operação, ela levanta os bracinhos e me pede: – mamãe: venha, venha! Eu entendo a mensagem e carrego minha filhota do chão colocando-a sobre o assento adjacente.

Ela se levanta imediatamente e começa a apertar as teclas do fax, tirando o fone do gancho. Eu, que estou aqui trabalhando um pouquinho, fico ligada pra a pequena não cair e ao mesmo tempo aliviada por poder digitar “à duas mãos¿, se é que vocês me entendem.

Juju fica brincando e conversando com o telefone:

-Alô… vovó… MÊEEEE(é assim que ela chama o carro vermelho da avó)… mamãe… Tontom mimindo… beso… venha venha…. vovó… qué..

Ai ela me chama e passa o telefone:

– Mamãe…vovó… alô… pocê…

Eu resolvi entrar na brincadeira e atendi o telefone dizendo: Alô. Qual não foi a minha surpresa quando ouço minha mãe respondendo do outro lado da linha…

Dá pra acreditar? Minha menininha de um ano e cinco meses apertou a tecla de rediscagem, telefonou e estava batendo o maior papo com a avó!

Após o bip deixe sua mensagem

7/30/2004 02:18:36 PM

Boi, boi

desde que Júlia nasceu eu tenho por hábito bota-la (e agora Antônio também) para dormir cantando músicas legais. É que eu acho que assim posso começar a apresenta-los a sons maneiros, e aproveito para soltar a minha voz também…

Acontece que a pequena foi passar uns dias na casa de minha mãe e voltou com uma música na cabeça. Nem adianta eu começar a cantar uma do meu repertório que ela já pede:

-Mamãe… Booooi, booooi…

Então eu aumentei a música original pra cantar até Juju dormir. É claro que os politicamente corretos não vão gostar, mas o trabalho de encontrar rimas a tempo de não perder o ritmo foi bem legal. Quem quiser conhecer o Boi Colorido da Juju, é só acompanhar a bolinha.

Boi Boi

Boi, boi, boi

Boi da cara preta

Pega essa menina

Que tem medo de careta

Boi, boi, boi

Boi da cara branca

Pega essa menina

Que tem medo de carranca

Boi, boi, boi

Boi amarelo

Pega essa menina

Dá uma surra de chinelo

Boi, boi, boi

Da cara amarelinha

Pega essa menina

Que ela é muito fofinha

Boi, boi, boi

Boi do curral

Pega essa menina

Que não quer comer mingau

Boi, boi, boi

Da cara de capim

Pega essa menina

Traga ela para mim

Boi, boi, boi

Boi de mentirinha

Pega essa menina

Que não gosta de sardinha

Boi, boi, boi

Boi cor de rosa

Pega essa menina

Que ela ta toda prosa

Boi, boi, boi

Boi furta cor

Pega essa menina

Que ela é o meu amor

Boi, boi, boi.

Boi cor de carmim

Pega essa menina

E enterra no jardim

Boi, boi boi

Boi de cor azul

Pega essa menina

Leva ela pro Fadul

Boi, boi, boi

Boi transparente

Pega essa menina

Que ela ta muito carente

Boi, boi, boi

Boi bem verdinho

Pega essa menina

Enche ela de carinho

Boi, boi, boi

Da cara de xibiu

Graças a Deus

Minha Júlia já dormiu

Cante pra mim

7/28/2004 10:04:22 PM

Julinha quando está com sono, tropeça em tudo que está a sua frente e cai no chão. Normalmente depois das quedas eu carrego ela um pouquinho pra fazê-la parar de chorar e peço pra dar um beijinho no lugar que bateu pra sarar (quando o sono é muito coloco ela na rede pra dormir)…

Ontem a noite eu estava aqui no computador, Nando dormia e Juju andava pela sala arrastando uma fraldinha amarrada na chupeta…

Em certo momento ela tropeçou na fralda e pumba, foi ao chão.

Antes que eu levantasse e a carregasse, ela levantou e veio com a mãozinha na cabeça choromingando:

– Mamãe… beso!

Quer fazer um denguinho?