3/17/2005 10:41:31 PM

Ablando pra carajo

Hoje recebi um email de meu amigo Inagaki, contando de uma cominidade no Orkut chamada

Mi españuel es fueda!

Tou aqui rindo até agora e não podia deixar de dar uma chupada básica na ideia do Alexandre e trazer pra vocês

Algumas traduções de filmes para Españuel!!!

Em Busca da Terra do Nunca

Burrcando la Tierra Del Ni Hodendo

Meu tio matou um cara

El hermano de mi papá asesinó un hombre

O Homem que Copiava

El Hombre que Tiraba Fuetocôpias

Cães de Aluguel

Catchorros de aluquiel

Rocky

Pedrito

A Caçada ao Outubro Vermelho

La perseguiçion (con intencion de matar) al dérrimo mes del anio pintado de bermedjio

Apertem os cintos que o piloto sumiu

Apierten tus cintos que el pilueto se mandó

Kill Bill

Metiendo la espadita en Bill

Pecado Original

Pecadito lerrítimo

Velocidade Máxima

Mas rápido no puesso ir

Velocidade Máxima II

Mas rápido no puesso ir de nuevo, carajo!

milion dollar baby

el bebé de un mirrón de diólarês

O homem que fazia chover

SAN PIEDRO

Eu, Tu, Eles

Nosotros

American Pie

La tuerta de los EEUU

Querida, encolhi as crianças

achaté los ninõs, cariño

Corra Lola Corra

Andate Lola! Andate!

Amnésia

El hombre que no se recuerda

Inteligencia Artificial

Inteligencia hecha por la gente humana.

007 Contra Goldfinger

Ziero Ziero Siete Contra El Proctolorrista de Ôro

corra que a polícia vem aí

andate maradona, andate

Homem Aranha 2

El Hombre Concha Dos

Os Miseráveis

Los mui pobrecitos

Hell Boy

Chico de los Infiernos

karate kid

mestre myagi y el maricón karateca

quero ser grande

deseos de un palo pequeño

garota de rosa shocking

la chica branquelita olvidó su sundown!

O Homem Nu

Lo pieladón

Jogos, trapaças e dois canos fumegantes.

Juegos, actitud ardilôssa y dôs disparos con arma de fuego.

The Exorcist.

El tirador de diablos.

Eu, Christiane F., 13 anos, drogada e prostituída

Yo, Cristina Verita Lupita Fabrega, trece años, drogadicta y putana

Risas aqui puer Fabor

3/10/2005 09:11:25 PM

Aviso da Lua que Menstrua

Elisa Lucinda

Moço, cuidado com ela!

Há que se ter cautela com esta gente que menstrua…

Imagine uma cachoeira às avessas:

cada ato que faz, o corpo confessa.

Cuidado, moço

às vezes parece erva, parece hera

cuidado com essa gente que gera

essa gente que se metamorfoseia

metade legível, metade sereia

Barriga cresce, explode humanidades

e ainda volta pro lugar que é o mesmo lugar

mas é outro lugar, aí é que está:

cada palavra dita, antes de dizer, homem, reflita…

Sua boca maldita não sabe que cada palavra é ingrediente

que vai cair no mesmo planeta panela.

Cuidado com cada letra que manda pra ela!

Tá acostumada a viver por dentro,

transforma fato em elemento

a tudo refoga, ferve, frita

ainda sangra tudo no próximo mês.

Cuidado moço, quando cê pensa que escapou

é que chegou a sua vez!

Porque sou muito sua amiga

é que tô falando na “vera”

conheço cada uma, além de ser uma delas.

Você que saiu da fresta dela

delicada força quando voltar a ela.

Não vá sem ser convidado

ou sem os devidos cortejos…

Às vezes pela ponte de um beijo

já se alcança a “cidade secreta”

a Atlântida perdida.

Outras vezes várias metidas e mais se afasta dela.

Cuidado, moço, por você ter uma cobra entre as pernas

cai na condição de ser displicente

diante da própria serpente.

Ela é uma cobra de avental.

Não despreze a meditação doméstica.

É da poeira do cotidiano

que a mulher extrai filosofia

cozinhando, costurando

e você chega com a mão no bolso

julgando a arte do almoço: Eca!…

Você que não sabe onde está sua cueca?

Ah, meu cão desejado

tão preocupado em rosnar, ladrar e latir

então esquece de morder devagar

esquece de saber curtir, dividir.

E aí quando quer agredir

chama de vaca e galinha.

São duas dignas vizinhas do mundo daqui!

O que você tem pra falar de vaca?

O que você tem eu vou dizer e não se queixe:

VACA é sua mãe. De leite.

Vaca e galinha…

ora, não ofende. Enaltece, elogia:

comparando rainha com rainha

óvulo, ovo e leite

pensando que está agredindo

que tá falando palavrão imundo.

Tá, não, homem.

Tá citando o princípio do mundo!

comente