6/28/2006 11:18:56 AM

Todo dia ela faz tudo sempre igual

Júlia está muito interessada pelas letras e ontem pela manhã ficou me perguntando, mexendo os dedinhos no ar:

-E essa letra, mamãe, é qual?

O filha, de olho, de orgulho, de ovo…

-E essa?

Aí eu resolvi pegar um papel em branco e sentei com ela no chão, fazendo letras, até que ela me saiu com essa:

-a gente ta fazendo uma rotina, né mãe?

Comente

Anúncios

6/1/2006 01:08:53 PM

Meu sogro, meu orgulho

o sogro Dele , é meu tio-avô, muito, muito querido. (Além do sogro, o post também é dele).

Uma de minhas cunhadas, residente em Brasília, casou-se na semana passada. Como a parentada anda distribuída pelo país inteiro e pouco se vê, ela resolveu fazer uma festa daquelas que duram uma semana, para que o povo pudesse se rever com mais tempo. Eu não fui porque trabalho.

Soube depois que, durante uma feijoada no sábado passado, meu sogro entabulava animada conversa com um casal de pernambucanos, muito simpáticos, amigos da nubente, tecendo elogios a Pernambuco em geral, e a Recife em particular, exaltando cada ponto positivo do estado e da cidade.

Num dado momento, passou a elogiar uma pessoa (ou um local, ou um fato, isto não ficou claro a quem presenciou a conversa), mas a senhora pernambucana declarou que tal pessoa (ou local, ou fato, o que fosse) não era do conhecimento dela.

¿ Não conhece porque é ignorante! ¿ retrucou meu sogro, continuando a debulhar as maravilhas pernambucanas.

Voltando ao hotel, sua mulher (minha sogra, portanto), que preza a boa educação e a cordialidade, caiu-lhe de pau em cima, dizendo ser um absurdo chamar de ignorante a uma pessoa a quem ele sequer conhecia.

Ele, então, no dia seguinte, durante outro almoço com os mesmos convidados, percebendo uma oportunidade única para a remissão, abordou a mesma senhora pernambucana, e lhe perguntou:

¿ Foi à senhora que, ontem, eu chamei de ignorante?

A mulher, muito constrangida, admitiu que, de fato, havia sido a ela.

¿ E por que a senhora não me mandou pra puta que me pariu?! ¿ perguntou.

Agora vocês entendem mais um pouquinho porque é que eu sou assim!