4/14/2007 09:24:11 AM

Malcriada

Estávamos na casa de minha vó Zélia. Era hora de ir embora e Júlia foi correndo para a porta sem se despedir.

Eu – Juju, volte e vá falar com sua bisavó, que ela quer um beijo.

A menina foi meio a contragosto e sentou no colo de Doña Zélia cobrindo o rosto. Minha vó começou a beija-la na cabeça e na testa onde estava descoberto. Quando parou a beijação, ela disse:

– Prontinho, agora você está devidamente beijada.

Juju correu rapidamente para a porta e de lá, gritou:

-Eu não senti nada!

Que menina é essa?