1/28/2008 10:33:30 AM

<ainda no Casamento

Nesse mesmo dia, estávamos prestando atenção à cerimônia, que foi celebrada por uma mulher muito especial e querida, a M. Pequenina (Foi o primeiro matrimônio religioso celebrado por uma mulher, que eu assisti). Quando a celebrante começou a falar do ciúme de seus efeitos nocivos para a relação, Júlia me sai com essa:

-É uma dorzinha, meu pai, que a gente sente bem aqui no coração…

-O que foi Juju, você tá sentindo uma dorzinha?

-Não pai o Ciúme

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s