Ação da TAP em vários aeroportos

A TAP está trabalhando duro para mudar sua imagem.

Desde o final do ano passado, a empresa aérea tem feito ações estilo flash mob  em alguns aeroportos de grandes cidades.

Primeiro em Lisboa no dia 23 de Dezembro

Depois no Rio de Janeiro, dia 20 de janeiro

e em São Paulo, 25 de janeiro

E aí quando será o próximo?

Eu queria era ver se chamassem as “aerovelhas” mau-humoradas que trabalham na TAP pra dançar… ia parecer cover do clip de Thriller.

Trocando o pato pelo Illustrator

Eu brinco sempre com meus amigos dizendo que sou uma “redatora de arte”. Não é que me considere essa coca-cola toda na redação e muito menos no design. É que com uma ideia na cabeça e um corel draw na mão, eu me viro. O corel, pra quem não conhece, pode ser considerado o pato dos programas de vetorização: faz de tudo, mas tudo mal feito. O pato anda, nada e voa mas você já viu pato voar? É horrivel. E nadar? Até andando ele desajeitado… assim é o corel draw. Não pense que eu tou cuspindo no prato que comi, não é bem isso, é que agora com meu novo Mac, tá na hora de migrar pra um programa melhor,abrir mão desse meu lado taurino que resiste às mudanças e colocar a mão na massa.

Procurando pela rede, encontrei este curso aqui , que dura 30 dias e deve dar as noções básicas do Illustrator. Eu estou partindo do zero absoluto: não sei nada. Se alguém quiser me acompanhar e estudar junto, eu topo.

Começo amanhã pelo dia 2 (o dia 1 só explica pra que serve o programa).

Ah as aulas são em inglês (se vc achar um tutorial em português eu também quero, ta?)

Campanha francesa contra a AIDS

Para os mais sensíveis, este VT pode parecer (e é) meio forte, mas o uso de desenhos de banheiros públicos para fazer essa propaganda ficou muito legal. Dependendo de onde seja veiculado (em canais pagos de conteúdo adulto, por exemplo) acredito que terá boa penetração (não resisti ao trocadilho) no público alvo e bastante recall.

A campanha é da unidade francesa da agência TBWA.

*a propósito: as xoxotinhas parecem baratas fugindo pelas paredes, né?

Bastardos Ingratos

Não posso me queixar dos presentes que ganhei neste Natal. Pra dizer a verdade estou muito contente com as escolhas do Bom Velhinho (sem trocadilhos, pai). Mas se você terminou os festejos Natalinos insatisfeito com suas prendas, seus problemas acabaram (ou não).

Uma galera gringa, partindo do princípio que a porcaria de presente  de uma pessoa pode ser um tesouro para outra, criou o site The Ungrateful Bastards. Lá os insatisfeitos podem  trocar suas tralhas por algo que considere mais interessante. Não sei se habitantes da Terra Brasilis podem participar e nem como funciona o envio das mercadorias mas achei a idéia bem interessante.