Rato Careca Urso Polar Aquático Orelha de Pedra ao seu dispor.

Antônio tem os dentes pequenininhos (todos de leite) e separadinhos um do outro; É a coisa mais fofa (segundo Fernando: são dentinhos de rato). Um belo dia chegou em casa com o pai, vindos do cabeleireiro, ambos de cabelos raspados na máquina (careca). À noite, de vez em quando, ele chega gelado como um picolé na nossa cama e se aninha coladinho em mim, depois de se esquentar um pouco, fica agoniado com o calor e se muda para o cantinho, bem na cara do condicionador de ar (urso polar), quando se esquece de fazer pipi antes de deitar, acorda encharcado e vem pra meu quarto pedir guarita (aquático). Outro dia desses chegou da escola com uma pedra enfiada no ouvido e tivemos que ir ao médico para conseguir tirá-la (orelha de pedra). Assim o apelido vai crescendo e se adequando ao momento.

De vez em quando aparece o menino de cabeça pra baixo, plantando bananeira e se dizendo morcego, ou pulando do sofá para a cadeira, da cadeira para o chão e se intitulando macaco saltador, ou na piscina nadando por baixo da água e requerendo a patente de tubarão martelo.

Mulherzinha feelings

Se a um ano e meio alguém dissesse que um dia eu pintaria as unhas com cores pouco convencionais, eu chamaria de doido mas a verdade é que eu estou adorando a nova fase, as novas cores e as unhas bonitas e bem feitas. O que é de gosto, regala a vida!

No meio da semana passada eu olhei para o verde palmeira (que eu tinha comprado final do ano passado para misturar num branco fazer um “jade” genérico) e resolvi experimentar. Passei nas unhas, limpei o melhor que consegui e ficou bonitinho e até discreto. Cada vez eu gosto mais dos diversos tons de verde na minha unha.

Hoje acordei com as unhas “empalmeiradas” e a manicure já aqui em casa me esperando. Me preparei para fazer as unhas e o vidro verde foi me dando idéias. Se eu misturasse um pouquinho de preto nele, será que faria um verde musgo bonito, bem fechado?  Procurei na minha coleção e quem disse que eu tinha algum preto. Nada.

O tempo chuvoso pedia uma cor escura e sóbria e eu  peguei o Carmem e o Cacau para testar e escolher um, mas o verde palmeira gritava aos meus ouvidos: eu, eu, eu…
Resolvi então misturar no verde umas gotinhas do Cacau (era o marrom mais fechado que eu tinha). Mortinha de medo que a mistura não desse certo e que estragasse meu esmalte fofo, eu pinguei umas gotas. Coloquei mais um pouco do marrom e mexi bem mexidinho.

Quando coloquei na unha tcharan… quase caí pra trás com tanta lindeza. Um verde exército, fechado e chique apareceu. Mandei Si (minha manicure) mandar brasa e finalizar com o matte. Desde então não paro de olhar pras mãos, encantada.
Tou apaixonada por ele.

Peça da Escola

você é convidado para a peça de fim de ano da escola do seu filho.

Como todo ano vc espera alguma representação tosquinha de principes e princesas, sereias ou algo que o valha, certo?

Cuidado: seu filho pode surpreender.

Os alunos dessa escolinha, por exemplo, buscaram referência em um clássico do cinema e preferiram representar Scarface.

Infelizmente não dá pra ver as caras perplexas dos pais, mas o silêncio sepulcral da platéia fala por sí.