Mudando de opinião

Cena1:
Ontem Antônio estava “naqueles dias”. Voltou da escola brigando, reclamando, procurando confusão com Julia e comigo. Ao chegar em casa ele não alivou e continuou o porre. Me valendo do direito inalienável materno de mandar nas crias, eu passei de Piaget a Pinochet e comecei a dar ordens: Tomar banho, recolher a roupa espalhada, fazer o dever de casa, não bagunçar a casa, etc, etc, etc…
Tom que continuava virado no móio de coentro, desabafou: É por isso que eu só amo meu pai. Eu não gosto de você, nunca gostei e nunca vou gostar.

Cena 2:
Hoje na volta da escola, o moleque vem todo sedutor pro meu lado: – Mãe, alí fica o paintball. Eu tenho a maior vontade de ir brincar lá um dia. Você me leva?
Eu prontamente respondi: – Eu não. Você deve pedir a seu pai, que é a única pessoa que você ama. Lembra que você nunca gostou de mim e nem nunca vai gostar?
E ele rapidamente deu um sorriso maroto e mandou na lata: ah mãe, isso foi ONTEM. E começou a cantarolar rindo: “hoje é um novo dia, de um novo tempo que começou…”.image

Anúncios

3 comentários em “Mudando de opinião”

  1. Sacaninha!!! hahahahaha
    Ele tem a quem puxar, né? Aposto que seu avô era desses que tinha saída pra tudo!!!
    Descobri seu blog por conta do link do “Beijinho curativo” que você colocou no FB!
    Bjooo

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s