O que respira uma mãe.

Tom estava meio triste/preocupado ontem. Ele quer participar de uma atividade extra do colégio mas precisa se integrar em algum grupo e, segundo o mesmo, todas as equipes estão cheias e sem lugar para ele.
Prometi falar com algumas mães com quem tenho contato para tentar conseguir uma vaga para ele.
A noite, já com bastante sono, o molequinho foi para minha cama pedir dengo e sondar como estava a minha intervenção no assunto escolar.
Depois de eu lhe explicar as respostas que obtive, ele se aninhou em mim, me abraçou e quase me sufoca com a coberta. Eu, fazendo cosquinha nele, expliquei: -Tom, eu preciso respirar pra continuar viva.
Ele, rindo de se acabar, me saiu com essa: -Claro que não, mãe. Você não precisa de oxigênio. Você respira “carbonato de soja”.