Inventando arte para alimentar crianças

Se tem uma coisa que meus filhos não puxaram a mim (nem pelo lado dos Celestinos e muito menos nos Amados) é na gula. Eu venho de uma família boa de boca que sempre gostou de mesa farta e comilanças. Minha mãe até hoje se gaba de nunca ter precisado mandar um filho comer tudo, lá em casa o discurso era sempre o contrário: – Menino, pára de comer! Vocês vão estourar…

Ju e Tom sairam mais ao meu marido: magrinhos, elegantes e meio chatos para comidas. Eu não sou muito de me preocupar com isso mas de vez em quando procuro soluções para incrementar nossa mesa fugindo do básico arroz com feijão, banana e bife, que é o prato preferido de Nando e de Tom.

Hoje, olhando o arquivo das Rainhas do Lar (adoro) encontrei essa idéia divertida.

Salsicha Cabeluda (ou Hot Macarrão ou ainda Macarrão Dog)

Quando a gente vê o prato pronto se pergunta como é que o macarrão foi parar alí, né?

Fácil, fácil, já que o macarrão durinho fura a salsicha sem nenhuma dificuldade.

Vou fazer pras crianças com um molhinho básico de tomate com manjericão (Antônio vai reclamar das folhinhas e me fazer catar uma por uma mas o resultado final vai valer a pena, tenho certeza.

E você, também se animou para testar essa receita bacana?

Acho que no dia que fizer vou pedir pros meninos me ajudarem a furar as salsichas (quando eles participam do processo de feitura do prato, eles geralmente comem melhor)