Trocando o pato pelo Illustrator

Eu brinco sempre com meus amigos dizendo que sou uma “redatora de arte”. Não é que me considere essa coca-cola toda na redação e muito menos no design. É que com uma ideia na cabeça e um corel draw na mão, eu me viro. O corel, pra quem não conhece, pode ser considerado o pato dos programas de vetorização: faz de tudo, mas tudo mal feito. O pato anda, nada e voa mas você já viu pato voar? É horrivel. E nadar? Até andando ele desajeitado… assim é o corel draw. Não pense que eu tou cuspindo no prato que comi, não é bem isso, é que agora com meu novo Mac, tá na hora de migrar pra um programa melhor,abrir mão desse meu lado taurino que resiste às mudanças e colocar a mão na massa.

Procurando pela rede, encontrei este curso aqui , que dura 30 dias e deve dar as noções básicas do Illustrator. Eu estou partindo do zero absoluto: não sei nada. Se alguém quiser me acompanhar e estudar junto, eu topo.

Começo amanhã pelo dia 2 (o dia 1 só explica pra que serve o programa).

Ah as aulas são em inglês (se vc achar um tutorial em português eu também quero, ta?)