Oitis

Aqui no Memorial quando chega essa época do ano, o oitizeiro fica carregado e os frutos caem em uma quantidade tão grande que por mais que a gente limpe, sempre tem uns amarelinhos de cheiro forte no chão (até mudei o lugar que estaciono meu carro pelo risco de levar uma oitizada no capô ou no vidro).

Não sei se vocês conhecem essa fruta mas é um trocinho ovalado, do tamanho de uma cajarana, amarelo e que tem um cheiro forte que me lembra pequi. Não conheço ninguém que coma o tal oiti, além de Jorge, rapaz que faz serviços gerais aqui no museu e garante que o fruto tem gosto de jaca.

Certa feita ganhei um livro muito bacana de tia Paloma: “Plantas Alimentícias Não Convencionais (PANC) no Brasil”.  Por desencargo de consciência resolvi pesquisar pra ver se lá estava o bendito oiti e se encontrava alguma luz do que fazer com a enorme safra que se acumulava no jardim. O que eu buscava estava na página 305… 3 receitas utilizando o fruto.

Subi até a lojinha e convenci D. Guida (quando vierem ao Memorial, tirem um tempo pra conversar com ela, vocês não vão se arrepender) a preparar a receita que me pareceu mais apetitosa: um bolo. Corri ao jardim para catar os frutos maduros e fornecer assim a matéria prima (pra facilitar).

Ela prometeu que na terça-feira teremos a iguaria prontinha para degustação. Reza a lenda que o acepipe fica parecido com um bolo de chocolate e além de gostoso é bastante nutritivo. Vamos servir com um cafezinho. Mantenho vocês informados.

Bolo de amêndoa e coco.

Ontem, entrando na onda fit, resolvi inventar um bolo novo, sem gluten, sem lactose e light.

O bolinho ficou bem gostoso (embora Júlia tenha achado meio sem doce, comeu duas fatias). vou colocar a receita aqui pra ter um becape e passar adiante aos amigos que se interessarem.

Bolo fit de amêndoa e coco

Ingredientes

5 ovos

1 xic de coco ralado na hora (sem extrair o leite)

1,5 xic. de farinha de amêndoa

3 CS bem cheias de óleo de coco

1 pouco de açucar (usei mascavo)

1 CS cheia de canela

Amendoa em lascas para decorar…

1 cs fermento

Modo de fazer

Bate no no liquidificador e coloca em forma untada e enfarinhada (usei óleo de coco e farinha integral) e  forno baixo e pré aquecido até o palito sair limpo.

 

Francisco, o Terrível.

Titico assistiu o filme “Encantada” e ficou muito impressionado com o dom que a personagem tinha. Quando a princesa cantava uma musiquinha os animais vinham até ela. A canção era bem fácil de aprender…

Ontem, Bruno e Renata pegaram o pequeno em frente à janela cantando, imitando a protagonista do filme. A mãe, derretida com a doçura do pequeno, se aproximou e só então viu que, escondidinho, em posição de ataque, estava um arco e flecha pronto para acertar qualquer animalzinho que atendesse ao chamado.

Das coisas que eu amo

Esses dias postei no Face um meme sobre coisas que as pessoas sabem que eu amo… fiquei contente com as respostas dos amigos. Todos acertaram.
AMO gatos, livros, família (e meus Bururus em particular), minha avó Zélia, viajar, comida (maniçoba, caruru, sarapatel…), nosso tradicional fondue em família, jogar dicionário, minhas amigas do <3, Dinda Lu: minha irmã e comadre, Simone, Frida Khalo, pugs, corujas, a União, meu trabalho, filmes, fotos, música… resumindo eu amo amar e viver.
Faltaram, porém, coisas que nem todo mundo sabe o quanto eu amo e eu resolvi listar algumas delas aqui.
 
1. Tapetes Voadores – Meu sonho dourado é ter um e poder sair voando pela noite enquanto aprecio a lua e as estrelas… aliás, olhar as estrelas é outra coisa que eu amo.
2. Meias – Eu sou friorenta e sinto muito frio nos pés. Amo meias quentinhas e fofinhas, se forem de dedinho, amo mais ainda.
3. Banho de mar – Salgar o couro é essencial.
4. Banho de banheira – felicidade é deitar numa banheira de água morna e deixar o tempo passar até a água esfriar e os dedos enrugarem.

5. Banho de cachoeira – daqueles que lavam a alma e o corpo.
6. A Chapada Diamantina – É o lugar onde penso em morar um dia, eu e Nando.
7. Dar e receber presentes – é muito bom pensar em alguém e trazer um presente para a pessoa e é gostoso igual ser lembrada e acarinhada com um mimo.
8. Massagem – AMO
9. Chás (segundo meu pai são tisanas) – a melhor forma de tentar beber os 2,5l de água que o médico disse que preciso. Nem sempre consigo mas com o auxílio de meus chás fica mais fácil.
10. Papelaria – Sabem pinto no lixo? sou eu em papelarias e livrarias.
 
Vou ficar no dez embora essa lista seja gigantesca. É fácil ser feliz.

Pesquisa de opinião

Vocês sabem que na minha casa mora uma gatinha idosa (tem a mesma idade de Tom) chamada Frida. Sempre utilizamos para ela, na caixa de areia, aqueles cristais de sílica granulados, acontece que além dela, agora Dóris e Zélia também são moradoras da Maison Amado Moura e está meio caro para nós continuarmos utilizando a sílica. Por isso pergunto aos menus amigos gateiros: o que vocês usam na caixa de areia do seu gato?

Se puder responder essa pesquisa de opinião, eu agradeço.

https://pt.surveymonkey.com/r/2YH3ZLV

gato-caixa-de-areia

 

João Pestana

Quando eu era criança minha mãe contava a história de um velhinho que carregava um pozinho para jogar nos olhos das crianças fazendo-as dormir, para que tivessem sonhos bons.
João Pestana é uma espécie de Morpheu do folclore português, que acompanha os pequenos nas plagas oníricas e para mim sua companhia sempre foi bem vinda. Ô coisa boa é sonhar.

jp

Novo código.

Um casal de visitantes aqui do Memorial estava na visita guiada e a mulher reclamava de tudo, incessantemente. De não poder sentar nos móveis, de que o som das projeções era alto e ela não conseguia ouvir a mediadora, que o ar condicionado do cinema estava frio… tudo virava queixa na boca da sujeita enquanto a nossa funcionária tentava agrada-la, mostrando coisas bonitas e interessantes.
Na saída a mulher reclamava muito e foi convidada a responder nossa pesquisa para deixar registradas suas queixas. Obviamente a megera meteu o pau, falando mal de tudo e de todos. O marido, coitado, com o olhar entre resignado e muito envergonhado, olha para nossa recepcionista  e pedindo desculpas, baixinho desabafa: “vocês não sabem o que é passar o Natal com ela!”
Adotamos o novo código.

8381367-un-scary-santa-regardant-tenant-un-sac-present-brillant_231x350